Quem não se lembra de ter tido dor de ouvido na vida? Ou até mesmo ter acompanhado a dor no ouvido acometida em seus filhos? 

Embora esse incômodo possa ocorrer com pessoas de qualquer idade, o mais comum é verificar que ela exista mais fortemente em crianças.

O que causa dor de ouvido?

As principais causas da dor de ouvido podem estar ligadas à:

  • Infecção por bactérias, vírus ou fungos;
  • Exposição à água;
  • Lesões no ouvido externo (parte externa da orelha) motivada pela introdução de objetos como hastes flexíveis, lápis, clips, tampa de caneta, chave etc., 
  • Excesso de cerume, que pode endurecer e causar o incômodo;  
  • Problemas surgidos em outras áreas do corpo, como garganta, boca ou disfunção da mandíbula, que se refletem no ouvido.

Quais os sintomas da dor de ouvido?

Os principais sintomas da dor de ouvido são:

  • Dor, que pode ser muito intensa;
  • Vermelhidão e inchaço local;
  • Coceira, também chamada de prurido;
  • Sensação de ouvido tampado e perda temporária da audição;
  • O zumbido dentro do ouvido;
  • Secreção purulenta com odor intenso;
  • Em caso de infecção, febre, perda de apetite e mal estar geral.

Nas crianças pequenas, dada a dificuldade de comunicação, os sintomas não visuais exigem a observação e atenção dos pais, para alguns comportamentos como: 

  • Irritação (choro, falta de descanso ou de sono); 
  • Esfregar ou puxar a orelha;
  • Febre;
  • Falta de apetite; 
  • Falta de reação a sons; 
  • Problema de equilíbrio.

Por que dor de ouvido em criança é mais comum que em adultos?

A dor de ouvido em criança é mais comum que em adultos porque a anatomia do ouvido e a tuba auditiva (canal que liga ouvido e nariz) estão em formação, sendo mais curto que de uma pessoa adulta, propiciando que infecções surgidas nas fossas nasais cheguem ao ouvido que podem causar a chamada otite média. 

Além da anatomia do ouvido da criança, outro problema causador desse intenso incômodo é que o sistema imunológico não está totalmente desenvolvido, fazendo com que as crianças fiquem mais sujeitas a infecções de gripe, resfriados, entre outras. 

Diagnóstico da dor de ouvido

Considerandos os sintomas acima no caso de pessoa adulta ou na observação pelos pais das crianças, a dor no ouvido é preocupante e deve-se procurar um especialista, no caso um otorrinolaringologista, o famoso “médico de ouvido”, para que ele realize o diagnóstico.

Baseado no questionamento sobre o surgimento do problema, exame do ouvido com aparelho específico (otoscópio), esse profissional poderá solicitar exames audiológicos, exames de sangue e exames de imagem, se necessários.

Esse médico será responsável por responder aos principais questionamentos que chegam sobre o tema:

  • Qual é o remédio para dor de ouvido mais indicado;
  • Como aliviar dor de ouvido;
  • Se compressa quente dor de ouvido pode resolver;
  • Se dor de ouvido na sinusite é comum;
  • Como curar dor de ouvido;

Então, antes de seguir qualquer orientação encontrada na internet, procure sempre esse especialista para dar maiores orientações.

O que é bom para dor de ouvido: qual é o tratamento que esses médicos indicam?

O tratamento da dor de ouvido, prescrito pelo médico, é individual para cada caso, em função da avaliação feita.

A  prescrição de analgésicos para a dor, antitérmicos, anti-inflamatórios, gotas otológicas,  antibióticos de uso local ou oral, é o mais comum. 

No caso de excesso de cera, é indicado a lavagem do ouvido, efetuada pelo otorrinolaringologista. 

Se a dor for reflexa de outras áreas, como garganta, boca e mandíbula, é necessário procurar o tratamento para a origem do problema.

Quais são as prevenções para evitar a dor de ouvido em bebê e crianças?

A dor de ouvido em bebê e a dor de ouvido em criança são muito comuns. Para isso, algumas prevenções são importantes:

  • Amamentação da criança pelo menos  até 6 meses de idade, para seu desenvolvimento imunológico;
  • Vacinação contra o Haemophilus influenzae e o Streptococcus pneumoniae, que podem causar infecções nos ouvidos;
  • Manter as vias aéreas limpas de secreções, evitando acúmulos, quando estiverem com gripes e resfriados; 
  • Evitar dar mamadeira ao bebê quando estiver deitado, pois essa posição possibilita a entrada de líquido na tuba auditiva. 
  • Tomar cuidado para não entrar água no ouvido da criança, secando bem a orelha com toalha ao término do banho, e  na prática  da natação utilizar de  tampões nos ouvidos ou touca;

Remédio para dor de ouvido: os caseiros funcionam?

É natural que quando surja a dor no ouvido do bebê, de crianças ou até em adultos, que surjam pessoas próximas que ensinem remédios caseiros para o incômodo passar, baseados em experiência de seus avós, pais, vizinhos e até mesmo pesquisando na internet.

Como foi visto, várias são as causas que provocam a dor. O ideal é que não as pessoas não pinguem substâncias ou insiram objetos no canal auditivo sem que tenham sido prescritos unicamente por médico especialista.

Dessa forma, evitará maiores danos e lesões a esse órgão tão importante, que é o ouvido.

Dor no ouvido direito, dor no ouvido esquerdo, dor atrás da orelha ou dor nos dois ouvidos?

Esse incômodo pode ocorrer como dor no ouvido direito, dor no ouvido esquerdo ou até mesmo nos dois ouvidos.

Não há uma distinção entre as orelhas em qual região é mais acometida pela dor.

Portanto, o tratamento com o médico otorrino é a melhor recomendação para quando sentir qualquer tipo de problema nessa região.

A utilização do aparelho auditivo com infecção de ouvido

A utilização do aparelho auditivo quando surge uma infecção no ouvido não é recomendada no período de seu tratamento.

Os aparelhos auditivos são muitos sensíveis à umidade. Portanto, a existência de líquidos no canal auditivo podem danificá-lo.