Aparelho auditivo: você quer saber qual é o melhor? Vamos revelar a verdade: é aquele que se adapta melhor a você. Sem segredo ou mistério, há vários tipos, modelos e tamanhos que podem ser feitos na medida certa para as diferentes perdas auditivas. Leve, moderada, severa ou profunda, há um que vai se encaixar perfeitamente à sua necessidade.


O aparelho auditivo é uma das grandes invenções do mundo moderno. É claro que estamos puxando um pouco a sardinha para o nosso lado, mas já é uma realidade que ajuda – e muito – milhões de brasileiros que têm problema de surdez. Sim, milhões. Se você tem alguma perda auditiva, não se preocupe: você não está sozinho.

Segundo dados de 2015 da OMS (Organização Mundial da Saúde), há 28 milhões de brasileiros com algum tipo de perda auditiva, o que representa 14% de toda a população do Brasil. O uso de aparelho auditivo, nestes casos, é essencial para terem uma vida mais saudável.

De acordo com especialistas, o número de brasileiros com problemas de surdez irá aumentar por alguns fatores: aumento da expectativa de vida e exposição a ruídos sonoros muitos altos.

Em relação à expectativa de vida, é fato que estamos vivendo mais anos aqui em terras tupiniquins. E tendo uma vida mais alongada é natural que as pessoas ouçam menos gradativamente, já que entre 60 e 65 anos começa a haver uma perda maior da audição.

Já no que toca a exposição a ruídos, o grande vilão será o fone de ouvido. É comum ver cada vez mais jovens ouvindo sons altos em seus aparelhos celulares ou mesmo no trabalho com um fone na orelha. Isso pode antecipar a perda auditiva dessas pessoas em alguns  anos.

Os aparelhos auditivos vêm para beneficiar a vida dessas pessoas, pois ajudam a melhorar a qualidade de vida. Para você entender um pouco melhor, vamos entrar em detalhes específicos de cada um.

Os diferentes tipos de aparelhos

Apesar de serem vários modelos e tamanhos, podemos dividi-los em dois grupos: internos e externos.

Nos internos temos o intracanal e o microcanal.

Aparelhos auditivos internos: intracanal e microcanal
Tipos de aparelhos auditivos internos.

Já os externos são os microretroauricular, miniretroauricular e retroauriculares.

aparelhos auditivos externos
Tipos de aparelhos auditivos externos.

Mesmo com essas nomenclaturas que parecem difíceis, o importante é saber que eles têm diferença na potência e funcionam melhor para determinadas perdas.

O intracanal, microcanal e microretroauriculares são indicados para perdas de leves a moderadamente severas. O miniretroauricular e o retroauricular são indicados para perdas leves a profundas.

Mas quais são os melhores aparelhos auditivos? Não há uma resposta certa sem uma análise prévia. Portanto o melhor é aquele que a fonoaudióloga responsável, após a avaliação clínica, irá indicar à sua perda.

Após a avaliação, é comum o paciente perguntar qual a melhor marca de aparelho auditivo. Em relação à qualidade, há uma marca que têm amplo destaque no mercado nacional e internacional: a Argosy. Nós, da Otoclinic, somos parceiros oficiais de vendas da marca em território nacional.

Pertencente ao grupo suíço Sonova, o maior fabricante de produtos audiológicos do mundo, a Argosy é uma empresa criada pela gigante mundial em 2012 para atender as demandas brasileiras. Entre suas principais qualificações estão os produtos de alta qualidade que fabricam.

Sobre preço de aparelho auditivo

Um produto tão pequeno, mas com tanta tecnologia embutida, tem um valor considerado relativamente alto pelas pessoas. A percepção de qualidade depende também de um preço acessível.

Aí você se pergunta: “E onde comprar aparelho auditivo barato?”. Novamente puxando um pouco a sardinha para o nosso lado, a Otoclinic, por priorizar atendimentos mais exclusivos, tem preços bem mais acessíveis do que grandes empresas do mercado.

Como temos uma fonoaudióloga altamente qualificada alocada em nossa empresa para atender a cada paciente, a recomendação de aparelho varia de pessoa a pessoa. Se você após os testes realmente precisar de tratamento audiológico, iremos indicar um aparelho que mais se adeque ao seu problema. Se não precisar, ótimo, sua saúde auditiva agradece.

É sempre importante lembrar: o aparelho auditivo mais indicado a você é aquele que se adequa à sua perda.

Tags: , ,