Te recomendaram utilizar um aparelho auditivo? E agora, o que fazer? Leia esse texto e tire todas as suas dúvidas sobre aparelho auditivo.

Você fez alguns exames e foi constatada uma perda auditiva. E agora, o que fazer antes de usar um aparelho auditivo?

Primeiramente, não se desespere. Você não está sozinho.

Apenas no Brasil, de acordo com o censo do IBGE de 2010, mais de 9,7 milhões de pessoas possuem algum tipo de perda auditiva.

Ou seja, um número que representa 4,46% da população do país, estimada em mais 207 milhões de brasileiros (IBGE 2016).

Mas, então, qual procedimento tomar?

Primeiro vamos dar vários detalhes antes que você possa tomar qualquer medida precipitada em um assunto de tanta importância para a sua saúde auditiva.

Confira o sumário do que será explorado nesse artigo.


O que é um aparelho auditivo?

O aparelho para surdez é um pequeno aparato tecnológico que serve para beneficiar pessoas com perdas auditivas e entregar saúde e bem-estar a todos que possuem algum tipo de surdez.

Um aparelho auditivo possui diversos modelos, tamanhos e valores, podendo variar de acordo com a perda auditiva e o estilo de vida de uma pessoa.

Porém, para fazer uso de um desses aparelhos que trarão grande benefício à saúde, é necessário, primeiramente, passar em consulta com o otorrinolaringologista e realizar exames audiológicos com especialistas, que serão mais bem detalhados ao longo desse texto.

Quais são as partes de um aparelho auricular?

Todo aparelho de ouvido é composto por estes elementos:

  • Um microfone para captar o som;
  • Um amplificador, que amplifica e processa o som;
  • Um receptor, que transforma a energia elétrica já amplificada em onda sonora e a transmite à orelha;
  • Uma bateria, que gera energia para todo esse funcionamento.

partes aparelho auditivo

Como funciona um aparelho auditivo?

O passo a passo do funcionamento de um aparelho de surdez pode ser definido assim:

  1. O aparelho recebe som por meio de um microfone embutido no dispositivo;
  2. O microfone converte essas ondas sonoras em sinais elétricos;
  3. Esses sinais elétricos são enviados ao amplificador.
  4. O amplificador consegue aumentar a potência dos sinais sonoros;
  5. Por fim, o receptor envia esse sinal ao ouvido, fazendo com que a pessoa ouça melhor.

Quais são os níveis de perda auditiva?

Para saber se você tem qualquer tipo de perda auditiva, será necessário fazer exames audiológicos em uma clínica especializada, como a Otoclinic.

O exame a ser feito pelo Fonoaudiólogo responsável é conhecido como audiometria.

As perdas podem ser divididas em 4 tipos: leve, moderada, severa e profunda, que são medidas em decibéis (dB).

  • Leve: de 21 a 40dB
  • Moderada: de 41 a 70dB
  • Severa: de 71 a 90 dB
  • Profunda: maior que 90dB
niveis de perda auditiva

Quais são os graus de perda auditiva?

As perdas podem sem divididas em 3: sensorioneural, condutiva e mista.

1. Sensorioneural

Ocorre esse tipo de perda quando há danos nas células ciliadas ou no nervo auditivo, que prejudicam a transmissão completa do sinais sonoros ao cérebro.

As causas podem ser: envelhecimento, exposição ao ruído e fatores hereditários.

2. Condutiva

Essa perda ocorre quando o som é impedido de passar pela orelha externa ou média.

Em muitos casos é causada por algum bloqueio, como infecção, cera ou rigidez nos ossos da orelha média.

3. Mista

A perda mista é para quem sofre de ambas as perdas acima ao mesmo tempo.

Uma das principais causas dessa perda é a otite crônica.

Quando sei que devo usar um aparelho auditivo?

Se você não está escutando os sons com clareza, pode ser o primeiro sinal para procurar um médico especialista, que poderá ser um otorrinolaringologista ou um fonoaudiólogo.

E não, não é possível comprar um aparelho auditivo sem exames ou recomendações médicas.

Todos os aparelhos de ouvido vendidos pela internet são apenas amplificadores de som, que podem prejudicar ainda mais a audição.

Por isso, tenha em mente que empresas de aparelhos auditivos (com fonoaudiólogos especializados) e médicos formam a união ideal para você ter uma melhor saúde auditiva.

Fiz os testes audiológicos e me recomendaram um aparelho para surdez. E agora?

Fique calmo.

Graças à tecnologia, ter uma perda auditiva não significa perda de estilo ou qualidade de vida.

É possível levar uma vida ativa e normal com um aparelho de surdez em sua orelha.

Muitas pessoas ainda sentem certo prenconceito ao utilizar um aparelho auricular.

Após alguns dias de uso, conseguem notar o quanto ganham de qualidade de vida com essa escolha.

Independente de sua perda auditiva, é necessário sempre a consulta do otorrinolaringologista, juntamente com a fonoaudióloga, para recomendar um aparelho que se adeque à sua vida.
MELHOR APARELHO AUDITIVO PARA USAR

Quais são as principais causas da perda auditiva?

Há diversas fatos que podem levar à perda ou ao comprometimento da audição.

Os principais fatores são: idade, lesõs, genética, doenças, medicamentos ou ruídos.

1. Idade

É um dos principais fatores que contribuem para a perda auditiva.

É conhecido como presbiacusia e até já fizemos um artigo sobre isso aqui no nosso site.

Pode ter início na idade adulta e evoluir progressivamente com o passar dos anos, impedindo que a pessoa ouça frequências altas.

Isto ocorre por conta do desgaste geral no ouvido.

2. Lesão

Danos ao ouvido podem causar perda auditiva.

Porém, outras lesões cranianas podem ter o mesmo efeito.

Uma lesão craniana pode resultar em zumbidos, por exemplo.

3. Genética

Os genes podem ser hereditários e causar reflexo em uma perda auditiva.

Se alguém em sua família possui perda auditiva ou tem tendência a possui-la, você também poderá sofrer com a oscilação negativa na sua audição ao longo da vida.

4. Doença

São muitas as doenças que podem causar um problema de audição.

Sarampo, caxumba e meningite são alguns exemplos de doenças que podem resultar em danos ao ouvido e causar perdas auditivas profundas.

Além delas, tumores cerebrais, esclerose múltipla e derrames podem causar perda auditiva, dependendo dos nervos que são afetados.

5. Medicamentos

Em alguns medicamentos, o efeito colateral pode ser bem adverso e causar até a perda da audição.

6. Ruído

É também conhecido como trauma acústico e é uma causa comum da perda de audição.

Pessoas que trabalham expostas a barulhos sonoros excessivos podem vir a se tornar uma pessoa com problemas de audição.

A exposição prolongada a um ruído alto pode danificar as partes do ouvido interno.

Entre os jovens, há uma crescente necessidade de aparelhos auditivos em função do uso constante de fones de ouvido em volume muito alto.

principais causas de perda auditiva grafico

Quais são os tipos de aparelho de audição?

Como especificado nesse artigo no nosso site, é possível encontrar aparelho de audição em duas formas: internos, conhecidos como intra-auriculares, e externos, chamados de retroauriculares.

Procurando pela internet para saber mais informações sobre esses pequenos dispositivos, você acha várias siglas para defini-los, como RIC, BTE, ITC, IIC e CIC.

Mas o que elas significam? É isso que vamos explicar detalhadamente nos parágrafos a seguir.

São 5 os diferentes modelos de aparelhos de surdez:

  1. Aparelho de audição invisível no canal (IIC)
  2. Aparelho de audição intracanal (ITC)
  3. Aparelho de audição intracanal completamente no canal (CIC)
  4. Aparelho de audição retroauricular (BTE)
  5. Aparelho de audição receptor no canal (RIC)

Assim, cada um possui determinada função e determina importância para o tratamento de uma perda auditiva.

1. Aparelho auditivo invisível no canal (IIC)

APARELHO AUDITIVO INVISÍVEL NO CANAL (IIC)

Principais características:

  • Indicado para perdas auditivas de leve a moderada;
  • Para pessoas que prezam pela discrição, é um dos aparelhos mais recomendados.

Vantagens do aparelho para audição invisível no canal (IIC):

  • Como o próprio nome diz, são invisíveis;
  • Possuem um som mais natural por estarem dentro da orelha;
  • Não são afetados pelo barulho do vento;
  • São muito confortáveis e se ajustam perfeitamente ao ouvido;
  • É possível utilizar aparelhos de telefone normalmente com este dispositivo.

Desvantagens do aparelho para audição invisível no canal (IIC):

  • Por serem tão pequenos, não possuem controle no aparelho. Todos os ajustes devem ser feitos por meio de um controle remoto;
  • Possuem recursos reduzidos devido ao seu tamanho;
  • Não são indicados para quem tem perdas severas;
  • Não é indicado para conduto estreito.

2. Aparelho auditivo intracanal (ITC)

APARELHO AUDITIVO INTRACANAL (ITC)

Principais características:

  • Se encaixam perfeitamente dentro do conduto auditivo;
  • São ligeiramente maiores que os aparelhos completamente no canal (CIC), com aproximadamente 1cm de diâmetro;
  • São indicados para perdas que variam de leves a moderadamente severas;
  • Fáceis de serem colocados na orelha

partes do aparelho auditivo

Vantagens do aparelho de surdez intracanal:

  • São discretos;
  • A experiência auditiva soa mais natural, pois o microfone é colocado muito próximo ao tímpano;
  • Por serem maiores, conseguem receber mais funções, como botões de programação e volume;
  • Fácil colocação e remoção;
  • Por não serem tão micro, como os CIC ou IIC, tem menor propensão a quedas.

Desvantagens do aparelho de surdez intracanal:

  • Curta duração da bateria, pois, devido ao seu pequeno tamanho, acabam tendo menos potência;
  • Há maior propensão de acúmulo de cera e umidade;

3. Aparelho auditivo completamente no canal (CIC)

APARELHO AUDITIVO COMPLETAMENTE NO CANAL (CIC)

Principais características:

  • Recomendado para perdas leves a moderadamente severas;
  • Se encaixam perfeitamente no conduto auditivo.

Vantagens do aparelho de ouvido completamente no canal:

  • Tão discreto a ponto de não ser percebido na orelha;
  • A anatomia do ouvido auxilia a guiar o som para o dispositivo, o que melhora a direcionalidade dele;
  • Por ficar completamente dentro da orelha, o ouvido externo consegue impedir o barulho do vento;
  • Facilmente ajustável.

Desvantagens do aparelho de ouvido completamente no canal:

  • Por ser tão pequeno, possui bateria menor com menos vida útil;
  • É mais difícil para serem colocados na orelha do que aparelhos maiores;
  • Podem ser difíceis de encaixar em alguns canais auditivos, devido anatomia do conduto.

4. Aparelho auditivo retroauricular (BTE)

APARELHO AUDITIVO RETROAURICULAR (BTE)

Principais características:

  • Indicado para todos os tipos de perda, de leve a profunda;
  • Possuem moldes específicos para cada orelha, o que facilita no conforto e na usabilidade;

Vantagens do aparelho retroauricular:

  • Possuem baterias maiores que duram mais tempo;
  • Vedam o canal auditivo, o que minimiza a sensação de assobio;
  • Fácil de manusear e inserir no ouvido;
  • São mais fáceis de limpar.

Desvantagens do aparelho retroauricular:

  • Mais visível que os outros modelos de aparelhos auriculares;
  • Mais sensível ao vento.

5. Aparelho auditivo retroauricular com receptor de canal (RIC)

APARELHO AUDITIVO RETROAURICULAR COM RECEPTOR DE CANAL (RIC)

Principais características:

  • Indicado para perdas de leve a severa;
  • Este aparelho proporciona som mais natural e menos oclusão do que outros retroauriculares;
  • As olivas minimiza a oclusão;
  • É considerado uma evolução do modelo retroauricular;

Vantagens do aparelho para surdez retroauricular com receptor de canal (RIC):

  • Por serem maiores, são muito poderosos e possuem maior poder de processamento e níveis mais altos de amplificação;
  • Por ser usado com oliva, diminui o efeito de oclusão na orelha;
  • Minimiza o som da sua própria voz e mastigação;
  • O seu tubo externo é quase imperceptível.

Desvantagens do aparelho para surdez retroauricular com receptor de canal (RIC):

  • Mais sensíveis ao ruído do vento por serem externos;
  • Requerem um maior cuidado no manuseio.

Qual é o preço de um aparelho auditivo?

Os aparelhos de ouvido são micro-dispositivos com grande tecnologia embutida.

Mesmo alguns modelos possuindo apenas 1 cm de diâmetro, tem tecnologias avançadíssimas agregadas a eles.

Portanto, não se espante com os valores que possam ser oferecidos, mas com a qualidade do que estes pequenos dispositivos eletrônicos podem te fornecer.

Em média, um aparelho auditivo no mercado chega a custar a partir de 2.800 reais, mas pode aumentar o valor dependendo dos recursos de cada aparelho.

Mas lembre-se: sua escolha final deverá se basear no seu estilo de vida, orçamento e recomendação do audiologista responsável.

Considerações finais

O uso de um aparelho auricular pode tornar sua vida muito melhor.

Acredite, quando se ouve melhor, todas as pessoas ao redor conseguem ter diálogos e conversas muito melhores.

A Otoclinic oferece, há mais de 10 anos, aparelhos para surdez com a qualidade da marca Argosy, do grupo Sonova, líder mundial no quesito.

Não hesite em tirar suas dúvidas comigo, Viviane Ribeiro, sobre problemas de surdez.

Estou aqui para ajudá-los a escolher o melhor aparelho auditivo.

Aparelho auditivo: agende sua consulta para testes de surdez

Viviane Ribeiro é a Fonoaudióloga responsável pelo atendimento na Otoclinic Aparelhos Auditivos. É formada em Fonoaudiologia pela PUC/SP e pós-graduada em Audiologia pelo Instituto de Estudos Avançados da Audição.