A otosclerose é um crescimento anormal do osso do ouvido médio que causa perda auditiva.

Causas

A causa da otosclerose é desconhecida. No entanto, há algumas evidências que podem ser  por hereditariedade, fatores hormonais, alterações bioquímicas, metabólicas, infecções, traumatica, vascular e autoimune. A otosclerose é a causa mais freqüente de perda auditiva da orelha média em adultos jovens. Em geral, começa no início da fase adulta. É mais comum em mulheres que em homens e mais frequente na raça branca.

Sintomas

* A perda auditiva é progressiva.

* Zumbido frequente.

* Sintomas vestibulares em 20 a 30% dos pacientes.

Exames e Testes

Um teste de audição (audiometria) pode ajudar a determinar a severidade da perda auditiva.

Um exame de imagem especial da cabeça chamado TC de ossos temporais podem ser usadas para descartar outras causas de perda auditiva.

Tratamento

Medicamentos como o flúor, cálcio ou vitamina D podem ajudar a retardar a perda da audição, mas os benefícios ainda não foram provados.

Um aparelho auditivo pode ser usado para tratar a perda auditiva, porém não vai curá-la, apenas vai ajudar a aliviar alguns dos sintomas.

A cirurgia realizada para melhorar a audição em pacientes com otosclerose é chamada de estapedectomia, a qual consiste na remoção de parte ou todo o  estribo substituindo-o por uma prótese. Às vezes, é necessário  fazer uma perfuração da platina do estribo  para permitir a colocação da prótese. Isso é chamado de estapedotomia.

Para reduzir o risco de complicações após a cirurgia:

* Não assoar o nariz  uma semana após a cirurgia.
* Evite pessoas com infecções respiratórias e outras.
* Evite dobrar, levantar, ou esforço, o que pode causar tonturas.
* Evite barulhos altos ou súbitas mudanças de pressão, como mergulho ou  voo, até a cura.

Nomes alternativos:

Otospongiose; Estapedectomia